FATMA Governo do Estado de Santa Catarina
Você esta aqui: HOME ECOSSISTEMAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO ESTUDOS TÉCNICOS PARA CRIAÇÃO DA RESERVA BIOLÓGICA VALE DAS NASCENTES

Estudos técnicos para criação da Reserva Biológica Vale das Nascentes

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina disponibiliza para consulta e download todos os estudos realizados para a criação da Reserva Biológica Estadual Vale das Nascentes, localizada na região do Vale do Ricardo, em Joinville.

A área de 15.125.000 m² apresenta cobertura florestal nativa bem conservada, refúgio para a fauna local e corredor ecológico para outras áreas protegidas da região. O local foi doado pelo Banco Central do Brasil para a criação da Unidade de Conservação.

A área está em um importante contexto de conectividade com outras áreas protegidas e remanescentes de vegetação nativa, formando um corredor ecológico, ao nível de paisagem, que se estende do norte do estado do Rio Grande do Sul até o Rio de Janeiro. Embora a vegetação não forme um continuum sem interrupções, este corredor é de elevada importância para as estratégias de conservação do bioma Mata Atlântica.

Em nível regional, a área se mostra relevante para manter a conectividade entre remanescentes florestais da Serra do Mar do norte de Santa Catarina e com os do sul do estado do Paraná. Mesmo a região apresentando-se com boa cobertura de vegetação nativa florestal e de campos naturais, a pressão exercida pelo desmatamento, caça, extração de palmito e construção de pequenas centrais hidrelétricas, justifica o regime de proteção especial para a área em questão.

Vegetação

A vegetação da área do imóvel possui características que coincidem com a descrição realizada por Klein (1978) para a “Floresta Tropical do alto da Serra do Mar”, uma vegetação que ocorre apenas nessa região, e “Floresta Tropical das encostas da Serra do Mar”. Estas são caracterizadas por espécies como canela-amarela (Nectandra lanceolata), tanheiros (Alchornea triplinervia e A. sidifolia), taquaras, bem como palmeira-jussara (Euterpe edulis), canela-preta (Ocotea catharinensis) e laranjeira-do-mato (Slonea guianensis). Algumas espécies vegetais ameaçadas de extinção que identificadas na área foram cedro (Cedrela fissilis) e xaxim (Dicksonia sellowiana).

Fauna

Em relação à fauna a área é especialmente caracterizada pela alta disponibilidade hídrica, propiciando habitat para as espécies que dependem de ambientes aquáticos e ripários. Ainda, a presença marcante de epífitas nos estratos da vegetação e também sobre o solo, acaba por disponibilizar microhabitats aquáticos necessários para diversas espécies de invertebrados e vertebrados, com destaque para aquelas que possuem sua reprodução associada a bromélias-tanque de solos, principalmente de anfíbios, as quais muitas vezes requerem ambientes florestais íntegros.

Já no grupo dos mamíferos foram encontrados vestígios de anta (Tapirus terrestris) na área, espécie ameaçada de extinção no estado, assim como existe a provável ocorrência de outras espécies ameaçadas como puma  (Puma concolor), jaguatirica (Leopardus pardalis e bugio-ruivo (Alouatta guariba).

A consulta pública ocorre no dia 10 de agosto, a partir das 19h, na UDR.SAMA, em Joinville/SC, localizada no início da rodovia SC-418.

Estudo Técnico REBES Vale das Nascentes

Relatório Consulta Pública REBES Vale das Nascentes




Licenciamento Ambiental

Solicite seu pedido de licenciamento de forma rápida e prática em apenas 4 etapas

SOLICITAR LICENCIAMENTO

Balneabilidade

Veja a situação da balneabilidade em Santa Catarina

SAIBA MAIS

Denuncie Crimes Ambientais

Ouvidoria Geral

0800 644 8500

Topo
Rua: Artista Bittencourt, 30 - Centro | Florianópolis | SC
CEP: 88020-060 Fone: (48) 3665-4190